sábado, 30 de abril de 2011

Início Prova Oral - ESCRIVÃO 2010

Começa dia 09/mai (junto com nosso curso específico) a Prova Oral de Escrivão de Polícia - EP-1/10, nos mesmos moldes do concurso de investigador, ou seja, de segunda a quinta em 2 turnos com 10 candidatos em cada turno (7h e 16h). Não se esqueçam de comparecer com RG, Título, Diploma, Reservista e traje social. Veja seu dia clicando aqui.
Nosso curso tem duração de 1 mês, mas pode fazer matrícula por semana de acordo com a data da sua prova, informe-se.

A hora é agora, rumo à Acadepol!!!

terça-feira, 26 de abril de 2011

Curso PROVA ORAL

Para os candidatos que prestarão a prova oral de Escrivão ou aqueles que ainda farão a de Investigador, teremos um curso específico pautado nas perguntas realizadas pelas bancas examinadoras, nele os professores revisarão as matérias com base nas arguições realizadas nas provas orais.

A estrutura do curso será a seguinte:
Duração: do dia 09 de maio (segunda) até dia 03 de junho (sexta)
Horário: segunda a sexta das 19:30h às 22:30h
Carga Horária: Português (12h), Direito (15h), Criminologia (9h), Atualidades (6h), Lógica (9h) e Informática (9h)
Valores: R$300 ou 2 X R$150 + taxa de matrícula (R$50). Ex-alunos são isentos dessa taxa.

É isso aí guerreiros, o objetivo final está próximo...
Rumo à Acadepol!!!

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Buchas da Oral 5

Português: “Mande-os entrar / entrarem.” – qual a concordância correta?
Prof. Farid: “Mande-os entrar.”. É preciso conhecer os verbos empregados no período dado. 1) Verbo causativo = verbo que expressa uma permissão, uma autorização: “mandar”, “permitir”, “autorizar”. 2) Um infinitivo = “entrar”.
Quando uma frase apresenta dois verbos – um causativo (expressa uma autorização = “deixar”, “permitir”, “autorizar”, ...) ou sensitivo (expressa um dos sentidos humanos = “ouvir”, “ver”, “sentir”, ...) e o outro é um infinitivo “= “entrar”, “pôr”, “entrar”, ...) tendo como sujeito um pronome átono ( = me, te, se, o, os, a, as, nos, vos), a concordância do infinitivo se faz obrigatoriamente no singular. Outros exemplos: “Ela nos autoriza ficar.” = o pronome “nos” é o sujeito de “ficar”; “A empresa viu-te sair mais cedo.” = o pronome “tu” é o sujeito de “sair”.
Em tempo: caso o sujeito do infinito seja um substantivo no plural, a concordância do infinitivo pode ser feita no singular ou plural: “Ela autoriza as crianças ficar / ficarem.” = o termo “crianças” é o sujeito das formas “ficar” – “ficarem”; “A empresa viu dois funcionários sair / saírem mais cedo.” = o termo “dois funcionários” é o sujeito das formas “sair” – “saírem”.
Estas concordâncias estão em nosso Caderno de Estudo para Concursos Português volume 2, no capítulo de Concordância Verbal – Concordância com Verbo no Infinitivo. Consulte, também, o Caderno de Exercícios – Concordância. Abraço.

Direito: No furto qualificado, qual o momento que ocorre a consumação do furto?
Prof. Víctor: Para o momento consumativo do furto adota-se a teoria da "inversão da posse", a qual dispõe que deve o agente apoderar-se do bem tendo-o em posse tranqüila tendo o bem sido tirado da esfera de vigilância da vítima, ainda que por breve hiato temporal. Situação diversa desta, haverá a ten­tativa. Em casos excepcionais pode ocorrer a consumação ainda que o bem não saia do âmbito patrimonial do lesado, como é o caso da faxineira caseira que se apodera de um relógio do patrão escondo-o num local da casa, somente para quanto encerrar o serviço apanhá-lo e levá-lo embora. Nesse caso exerceu seu poder de livre disposição sobre a coisa, ainda que momentaneamente, tendo assim consumado o crime.

Criminologia: Quem idealizou o homem médio?
Prof. Mônica: Agregando valores a nossa cultura criminólogica, segue a BUCHA DE PÁSCOA... Quem idealizou foi Adolphe Quetelet. O homem médio é bastante utilizado no Direito Penal e representa aquela pessoa mediana, nem tão inteligente, nem tão burra, mas que sempre está no meio dos dois opostos - máximo e mínimo. É uma pessoa moderada em tudo, cujas características são razoáveis e proporcionais. É uma espécie de parâmetro direto e objetivo de conduta e de saber, que serve para comparar as condutas e características das pessoas, podendo considerá-lo a "unidade de medida do comportamento humano".
É um ser "ideal", nem alto, nem baixo, nem magro, nem gordo, nem branco, nem negro, nem sábio, nem tolo. Ele é uma abstração jurídica. Um exemplo de humano fictício que serve de parâmetro para a conduta de todas as pessoas.

Atualidades: O que é uma arma biológica? Onde podem ser usadas? Onde podem ser manipuladas?
Prof. Rodrigo: Uma arma biológica pode ser constituída por micro-organismos patogênicos: bactérias, vírus, fungos ou por toxinas elaboradas por um desses agentes, tendo elas algum efeito direto sobre o organismo humano ou indireto, fazendo uso da contaminação pretendida, atingindo animais ou vegetais que irão causar efeitos nocivos ao homem. Os interesses que levam à confecção de uma arma biológica podem ser diversos: territoriais, políticos ou religiosos, envolvendo diferentes etnias. A confecção de armas microbiológicas para assegurar o potencial bélico utiliza diferentes meios para dissipar a destruição da população nos campos ou nas cidades, pelo ar, pela água ou através dos alimentos. No organismo, o contágio é facilitado pelo acesso e instalação do agente ou inalação / ingestão de toxina através de vias que proporcionam maior eficácia letal. Essas vias geralmente são: as vias respiratórias, digestivas e cutânea. Alguns exemplos de armas biológicas utilizadas e supostamente manipuladas durante a história e as conhecidas nos dias atuais são: Bacillus anthracis que causa a doença denominada carbúnculo; Clostridium botulinum, bacilo encontrado na água ou nos alimentos; Orthopoxvirus, vírus da varíola; Ébola, febre infecciosa hemorrágica. Saudações.

Lógica: Um baralho quantas cartas tem? Eu quero tirar uma dama de ouro, qual a probabilidade? E se eu quiser tirar as 4 damas?
Prof. Pedrão: Questão de probabilidade relativamente difícil que apresenta cálculos complicados e problemas em sua formulação, quando o examinador pergunta a probabilidade de se retirarem as 4 Damas de um baralho ele não deixa claro se existe a reposição de cartas ou não. Para resolver o exercício vou admitir que não haja a reposição das cartas, assim uma carta retirada não volta mais ao baralho, fazendo com que ele tenha uma carta a menos na próxima retirada. R: Um baralho comum tem 52 cartas. A probabilidade de se retirar uma dama de ouros é: P = 1 / 52. A probabilidade de se retirar as 4 damas deste baralho é: Obs: Teoricamente não é obrigação de nenhum candidato saber a quantidade de cartas de um baralho, mas por ser um assunto recorrente nas questões de probabilidade, convém que ele saiba que um baralho comum tem 52 cartas, divididas por igual em 4 naipes (ouros, copas, espadas e paus) de 13 cartas cada (Ás, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, J, Q e K).

Informática - Prof. Rodney: Olá pessoal do Blog do curso GOE. Até o presente momento, a banca de informática tem se mostrado de altíssimo nível com a presença dos ilustres examinadores, cujas perguntas apenas refletem o conhecimento teórico e prático que um investigador de polícia precisa ter para exercer suas atividades em uma das maiores e melhores instituições do Brasil: a Polícia Civil de São Paulo. Mais uma vez, até o momento nenhuma surpresa nas provas orais, talvez em razão do próprio compromisso da banca examinadora da Polícia Civil de SP em estar alinhada com a tecnologia da informação contemporânea, mas como temos que identificar "A BUCHA DA ORAL", a pergunta que destaco neste dia é: "O QUE É BUNKER?”
Essa questão envolve conhecimento de Segurança da Informação e a Política de Segurança da Informação de uma Instituição pública ou privada, cujas aplicações de segurança intensificaram-se muito depois da tragédia de 11 de setembro de 2001 ocorrida nos Estados Unidos. Com os atentados às Torres Gêmeas no World Trader Center, o mundo da TI começou a preocupar-se mais com as ameaças e atentados aos centros computacionais, onde estão armazenados dados importantíssimos à natureza do negócio de cada instituição. Bunker em inglês (em alusão às trincheiras de guerra que protegiam os soldados) ou Sala Cofre em português é o ambiente computacional de altíssima segurança para evitar desastres e manter os sistemas de TIC em perfeito funcionamento, mesmo que ocorram tentativas externas de paralisação de serviços de informática (destruição de servidores, banco de dados, links, backup etc.). Um bunker ou sala cofre deve prever, de acordo com as normas internacionais e nacionais, entre outros pontos:
• Blindagem contra fogo por 120 minutos;
• Estar fora de rota aérea;
• Distante de aeroportos, heliportos ou helipontos;
• Distante de rios;
• Distante de indústrias poluentes;
• Monitoramento 24 horas 07 dias por semana;
• Detectores de fumaça;
• Gás FM 200;
• Controle de acesso.
Um bunker ou sala cofre também pode ser chamado de backup site e deve inibir ou minimizar os incidentes, preservando o funcionamento de todos os sistemas de uma instituição. Abraços a todos amigos e concurseiros, de seu prof. Idankas.

sexta-feira, 15 de abril de 2011

Buchas da Oral 4

Apresentamos mais um emocionante capítulo da série: "Buchas da Oral"...

Português - Prof. Farid:
Certamente, a prova de Português tem sido bastante objetiva e pertinente. A parte de sintaxe, especialmente, ainda não apresentou grandes dificuldades. O que tem "maltratado" e assustado os candidatos continua sendo ortografia e significação. O quesito "decoreba" é a grande estrela da nossa prova. Por isso, mais uma vez, nossa bucha tem a ver com significação e coletivos: de pobre = ralé, plebe, populacho, patuleia; de rico = soçaite, alta-roda, fidalguia, aristocracia, nobiliarquia. São aquele tipo de coletivo que depende de um contexto para dar significação exata ao enunciado. Nesse sentido, outros coletivos que indicam grupos humanos também poderiam ser empregados.

Direito: Simulacro de arma de fogo aumenta a pena?
Prof. Victor: O emprego de arma de brinquedo, embora não descaracterize o crime, não agrava o roubo, uma vez que não apresenta real potencial ofensivo. Utilizar arma de brinquedo, simulacro ou réplica de arma capaz de atemorizar outrem, para o fim de cometer crimes configura o roubo, mas não incide a causa especial de aumento de pena. O STJ cancelou o teor da Súmula nº 174 a qual proclamava que "no crime de roubo, a intimidação feita com arma de brinquedo autoriza o aumento da pena", aumento este, que nos moldes do art. 157, § 2º, CP dá-se na ordem de um terço até a metade. Dentre outros argumentos invocados para tanto, destaca-se que, tratar o réu que usa arma de brinquedo de forma igual ao que usa arma verdadeira significa patente violação ao princípio da proporcionalidade (segundo o qual a as penas devem sempre guardar razoável proporção com o delito perpetrado e com a forma de sua execução. Ora, se o criminoso terá sua pena aumentada se for flagrado cometendo o crime com arma de brinquedo na mesma maneira que se for flagrado cometendo o crime com arma real, então ele optará pela real que lhe trará muito mais benefícios que o simulacro. Assim, podemos resumir com a velha frase de aula: “Faz configurar (o roubo), mas não faz aumentar (a pena)”.

Criminologia: Fale sobre a relação entre a eficácia do controle social e os custos sociais.
Prof. Mônica: O próprio mecanismo responsável pela disciplina social através dos agentes formais – polícia, justiça e administração penitenciária - também é responsável pelo alto custo social que sua atuação gera para a sociedade. Assim, há necessidade da verificação de uma "economia política do crime", ou seja, um novo modelo de Justiça Pena integrador, de conciliação/reparação onde o controle social eficaz poderá vir a abaixar o alto custo social de seus efeitos.

Atualidades: O estado brasileiro a partir de agora é responsável pelos desaparecimentos entre 1977 e 1984 . Qual o fato específico que ocorreu nesse período para que essa decisão fosse tomada?
Prof. Rodrigo: Faço ressalva quanto à data. A Corte Interamericana de Direitos Humanos (CorteIDH), no Caso Gomes Lund e outros (Guerrilha do Araguaia), em sentença de 24 de novembro de 2010, responsabilizou o Brasil a tipificar o crime de desaparecimento forçado de pessoas, entre outras medidas. O caso diz respeito à responsabilidade do Estado brasileiro pela detenção arbitrária, tortura e desaparecimento forçado de membros do Partido Comunista do Brasil e camponeses, em decorrência de operações do Exército entre 1972 e 1975 para erradicar a Guerrilha do Araguaia. (http://www.senado.gov.br/senado/conleg/textos_discussao/NOVOS%20TEXTOS/TD%2083%20-%20Tarciso%20Dal%20Maso%20Jardim.pdf)

Lógica: O que é silogismo? Dê um exemplo.
Prof. Pedrão: Questão teórica de lógica complicada, pois, além do candidato ter que explicar o silogismo (coisa complexa de se fazer), ainda precisa de tranquilidade e bom raciocínio para citar um exemplo. Um Silogismo é um termo criado por Aristóteles para representar a argumentação lógica perfeita, onde, a partir de duas premissas é possível se deduzir uma conclusão. Obviamente o examinador não obriga o candidato a responder desta forma o conceito de silogismo, permitindo assim que cada candidato responda de uma maneira pessoal, utilizando seu entendimento sobre silogismo. Segue um exemplo:
- Todo homem de verdade é careca.
- Pedrão é homem de verdade.
- Logo, Pedrão é careca.

Informática: O que é peopleware?
Prof. Rodney: A atual banca da prova oral tem caprichado nas perguntas e se mostrada altamente competente em suas colocações, sem pegadinhas (por enquanto) e com grande carga teórica de conhecimento de informática nas questões apresentadas, por isso devemos dar nossos parabéns a ela! Longe de ser a bucha do dia, eu fico tranquilo até o presente momento porque nossos alunos do GOE estão totalmente preparados para as questões da fase oral do concurso de investigador, porém os menos avisados (demais candidatos em geral) podem surpreender-se com essa questão que remete ao entendimento de SISTEMA DE TECNOLOGIA DA INFORMÇÃO (TI). Devemos lembrar que SISTEMA DE TI é o conjunto de partes integradas com um propósito comum. As partes integradas são: Hardware, Software; e Peopleware. Nesse sentido, peopleware é o conjunto de pessoas que se relaciona diretamente com o mundo da tecnologia envolvida, ou seja, com a informática, sendo dividido em duas classes distintas: usuários e service desk. Abraços a todos os meus amigos, alunos e guerreiros do GOE.

terça-feira, 12 de abril de 2011

ESCRIVÃO 2010 - Entrega das Certidões

Agora chegou a vez dos escribas... Atenção, pois serão apenas 2 dias para enviar as certidões por sedex, hein?

"A presidência do concurso em epígrafe informa aos candidatos aprovados na prova escrita que deverão encaminhar, nos dias 27 e 28 de abril de 2011, via Sedex ou Aviso de Recebimento (AR), para a Secretaria de Concursos Públicos da Academia de Polícia, situada na Praça Professor Reynaldo Porchat, 219, Cidade Universitária, CEP 05508-100, São Paulo, ala “I”, sala “7-I”, com a referência no envelope ao concurso “EP-1/2010”, os documentos abaixo relacionados."

a) certidões de antecedentes criminais expedidas pelos seguintes órgãos do(s) Estado(s) no(s) qual(is) o candidato tenha residido nos últimos cinco (5) anos:
a.1 -Secretaria de Segurança Pública;
a.2 -Justiça Estadual (ou do Distrito Federal); (modelo)
. . . Capital - Fórum João Mendes Junior, 2º andar, sala 214
. . . Interior - Fórum Cível ou Vara Única da comarca
a.3 - Justiça Militar Estadual (inclusive candidatas do sexo feminino);

b) certidões de antecedentes criminais dos seguintes órgãos federais, compreendendo os últimos cinco (5) anos:
b.1 - Justiça Federal; (Polícia Federal) (Justiça Federal 1º Grau SP)
b.2 - Justiça Eleitoral (Quitação Eleitoral e Crimes Eleitorais);
b.3 - Justiça Militar Federal (inclusive candidatas do sexo feminino);

c) certidões compreendendo os últimos cinco anos, dos seguintes órgãos da(s) comarca(s) na(s) qual(is) o candidato tenha residido nos últimos cinco (5) anos:
c.1 - distribuição de ações cíveis; (modelo)
. . . Capital - Fórum João Mendes Junior, sala 224
. . . Interior - Fórum Cível ou Vara Única da comarca
c.2 - cartório de protestos de títulos. (consulta) fone: (11) 3107-9436
.

Buchas da Oral 3

Português - Prof. Farid: A "bucha" de hoje não é exatamente uma "bucha", mas um alerta. Os verbos abundantes: aqueles que têm duas formas com mesmo valor gramatical, especialmente no particípio. Exemplos da prova: FARTAR = FARTADO E FARTO; ACEITAR = ACEITADO E ACEITO; EXPRIMIR = EXPRIMIDO E EXPRESSO. Em poucos dias de prova, este assunto tem sido recorrente. Abç.

Direito: O que é tentativa perfeita?
Prof. Víctor: Também conhecida como “crime falho”, ocorre quando o agente pratica todos os atos de execução do crime, mas o resultado não se produz por circunstâncias alheias à sua vontade e para ele NÃO HÁ MAIS MEIOS para executar o crime, pois todos os disponíveis foram esgotados...

Criminologia: O que foi o ciclo do terror?
Prof. Mônica: Foi o período de vingança pública, durante o absolutismo, onde o Rei era considerado a Lei, ele era o Estado. Nesse período, muitos inocentes foram condenados e muitos culpados ficaram impunes. As execuções bárbaras tinham que seguir um ritual sádico onde todos assistiam os suplícios até a morte.

Atualidades: O que é biomassa? Quantas formas existem para transformar biomassa em energia?
Prof. Rodrigo: Biomassa é um material constituído por substâncias de origem orgânica (vegetal, animal e microrganismos). As formas de transformação são:
- Combustão direta: é a queima do material por aquecimento direto. Biomassa como madeira, lixo, palha e biogás podem ser queimados para produzir gases quentes ou aquecimento de vapor d'água. É a mais comum e simples técnica de aproveitamento da biomassa.
- Pirólise: é a degradação térmica por calor na ausência de oxigênio. Biomassa como madeira, lixo, e outros, são utilizados, e produzem gases, óleo combustível e carvão.
- Digestão anaeróbica: converte matéria orgânica numa mistura de metano e dióxido de carbono. Misturas de lixo, esgoto, restos de indústrias de alimentos, fezes de animais, e água são colocadas em um tanque de digestão, na ausência de oxigênio.
- Fermentação alcóolica: álcool combustível é produzido fermentando-se o açúcar da cana e, então, separando-se o álcool da mistura por destilação. Além da cana, trigo, beterraba, batatas, mandioca, papel, cerragem e palha contém açúcar ou celulose, que podem ser convertidos para álcool via fermentação. Saudações.

Lógica: Nas cartas de um baralho, qual a probabilidade da primeira carta ser de ouros ou de copas? Sendo que cada naipe tem 13 cartas e um baralho completo tem 52 cartas.
Prof. Pedrão: Questão de Probabilidade de bom nível, exigindo do candidato conhecimento teórico e tranquilidade na prova. Vamos lá: Em um baralho de 52 cartas com 13 cartas de cada naipe temos 26 cartas que nos interessam (13 cartas de ouros e 13 cartas de copas), assim a probabilidade que queremos é dada por: P = 26 (cartas que queremos) / 52 (total de cartas do baralho) = ½

Informática: O que é pixel? Em qual periférico eu posso encontrar?
Prof. Rodney: Aparentemente fácil de responder, só aparentemente, pois essa questão pode revelar o despreparo de diversos candidatos para a prova oral da PC, por isso considero a bucha do dia. Não se trata de nenhuma pegadinha e sim conhecimento sobre o que vem a ser o pixel. Esse assunto é abordado em nossas aulas de hardware, por isso nossos alunos estão preparados para responder corretamente. PIXEL é o menor ponto gráfico endereçável por um programa de computador que por uma sequencia própria formam os caracteres, números, símbolos especiais, gráficos etc. Cuidado, pois muitos falam que é o menor ponto visível e isso é um erro básico de conceito, pois o pixel pode ou não ser visível, mas sempre será endereçável por um programa de computador. O pixel é manipulado diretamente no monitor, ou seja, o periférico de saída de visualização. Abraço a todos os guerreiros do GOE, de seu prof. Idankas.

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Buchas da Oral 2

Português: Qual o coletivo de "bêbados"?
Prof. Farid: BEBERRONIA. É uma resposta simples, mas dentro daquilo que é previsível na prova da Civil: a importância do vocabulário, das significações, sinônimos, antônimos. Os coletivos são uma lista extensa, interminável, que deve fazer parte do estudo diário de qualquer candidato à Polícia Civil de São Paulo. Por isso, além dos coletivos, dê uma "passada" de leitura pelos adjetivos pátrios, flexão de gênero e número, conjugação verbal... Abç.

Direito: Defina princípio da legalidade?
Prof. Victor: Conceito presente no Art. 5º inciso XXXIX, da Constituição Federal e no Art. 1º do Código Penal. Tem a função de conferir proteção política do cidadão contra os abusos do Estado, tratando-se de direito constitucional fundamental do homem. Subdivide-se em Princípio da Reserva Legal (só lei impõe crime) e Princípio da Anterioridade. Pergunta de natureza híbrida, relacionada tanto ao Direito Penal quanto ao tema dos Direitos Humanos.

Criminologia: Qual teoria trata do centro do universo?
Prof. Mônica: Só rindo... Acreditando referir-se a examinadora à teoria que trata o HOMEM como o centro do universo, A RESPOSTA É A ESCOLA CLÁSSICA, pregando que o mundo clássico partiu de uma imagem sublime e ideal do ser humano, como centro do universo, como dono e senhor absoluto de si mesmo, de seus atos.

Atualidades: Quem é o prefeito de Santo André? Qual seu partido?
Prof. Rodrigo: Prefeito Aidan Ravin (PTB)

Lógica: Se Amanda disse a verdade, Bianca e Catia mentiram. Se Catia mentiu, Diana falou a verdade. Se Diana falou a verdade, houve um suicídio. Ora, houve um homicídio e não um suicídio. Amanda disse a verdade, ou Amanda mentiu?
Prof. Pedrão: Questão de Lógica Proposicional de bom nível para uma prova escrita, mas levando em conta a pressão de uma prova oral e o enunciado longo, a questão se torna um verdadeiro vilão para o candidato, exigindo dele conhecimento da matéria e tranquilidade para interpretá-la e resolve-la:
R: Como feito muitas vezes em aula, admitimos a proposição “Ora, houve um homicídio e não um suicídio” como ponto de partida, tendo assim:
Houve um homicídio = V
Houve um suicídio = F
Analisando as outras proposições temos:

Se Amanda disse a verdade, (Bianca e Catia mentiram)
.................F....................... .. .F
Se Catia mentiu, Diana falou a verdade.
...........F.....................F
Se Diana falou a verdade, houve um suicídio.
..............F. .................. F
“Portanto Amanda mentiu”

Informática: Quais os tipos de conexão USB? Ou só existe um USB?
Prof. Rodney: Sempre pensamos na USB, que é o Barramento Universal Serial, como um tipo único conector, contudo existem tecnologias e tamanhos diferentes relacionados a esse barramento USB. O barramento USB tem 03 tecnologias, a saber: USB 1.0/1.1 com taxas de 12 Mbps, USB 2.0 com taxas de 480 Mbps e USB 3.0 com taxas de 4,8 Gbps. É importante informar que o conector USB pode ser de diversos tamanhos e formas, denominados Tipo A, B, mini A e mini B.

quarta-feira, 6 de abril de 2011

Buchas da Oral 1

Atenção guerreiros da Prova Oral, principalmente aqueles que não podem frequentar as aulas do G.O.E. Claretiano...
A partir de agora nossos professores disponibilizarão nesse blog aquilo que chamaremos de "Bucha da Oral".
Ou seja, aquela perguntinha enjoada, complexa ou nunca antes abordada, será destacada e comentada pelos incomparáveis professores do Grupo Orientado de Estudos... rs. Preciso puxar a sardinha, pois professores com esse grau de comprometimento na aprovação dos alunos é raro encontrar por aí...

Para o 1º dia de Prova Oral nossos craques destacaram o seguinte:

Português: Qual é o pronome indefinido correto e por quê?
1) "O candidato não tem qualquer possibilidade de ser aprovado." ou
2) "O candidato não tem nenhuma possibilidade de ser aprovado."?
Prof. Farid: "nenhuma". O pronome "qualquer" não pode ser empregado com o sentido de "nenhuma", expressando ausência. Por isso, o correto é a forma "nenhuma", já que "o candidato não tem possibilidade alguma de ser aprovado". Esta explicação você encontra no nosso Caderno de Estudo - Português Volume 1, página 68. Questão bacana! Abraço.

Direito: Quais são os crimes contra a honra?
Prof. Victor: Tema antes nunca perguntado, o tópico dos crimes contra a honra foi objeto de indagação nesse primeiro dia. Quando falamos em DELITOS CONTRA A HONRA, estamos a nos referir dos crimes tratados no Capítulo V, do Título I (Dos Crimes Contra a Pessoa) e esses crimes são, basicamente, três: Calúnia (Art. 138) – que é a “imputação de determinado fato previsto como crime sabidamente falso.” Difamação (Art. 139) – que é a “imputação de determinado fato desonroso, em regra não importando se verdadeiro ou falso.” Injúria (Art. 140) – que é a “atribuição de qualidade negativa.”. Trataremos deles nas aulas preparatórias para a Prova Oral do Curso GOE.

Criminologia: Defina o que é fisiognomonia?
Prof. Mônica: Não é difícil, porém desconhecida, pois em aula tratamos da fisionomia e não da fisiognomonia... pegadinhaaaa. Trata-se da técnica oriental que oferece o diagnóstico das condições de saúde do indivíduo pela observação de sinais e formas do rosto e do corpo, tais como, manchas, rugas, marcas, inchaços ou mesmo pela forma natural de uma determinada área corporal.

Atualidades: O que é poluição eletromagnética?
Prof. Rodrigo: É aquela produzida por campos magnéticos ou elétricos gerados por correntes elétricas, rádio, televisão, telefones celulares, microondas, etc. Os cientistas advertem sobre os efeitos potenciais à saúde humana, tais como: câncer, leucemia, alterações genéticas, arritmias cardíacas, etc. Os efeitos à saúde estão relacionados à transmissão de energia recebida e a duração da exposição. Saudações.

Lógica: Quantos números distintos eu posso fazer com: 1, 2, 3 e 4?
Prof. Pedrão: Questão de análise combinatória, aparentemente inofensiva, mas se analisarmos bem, ela apresenta uma “pegadinha” e um erro grave em sua formulação:
“Pegadinha”: O examinador não diz nada sobre poder repetir ou não os algarismos, sendo assim, na interpretação correta, são permitidos algarismos repetidos.
Erro: O examinador não deixa informações sobre o número de algarismo que o candidato deve utilizar, criando assim infinitas respostas, uma vez que o candidato pode considerar números de 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7,..., n,... algarismos.
R: Considerando números de 4 algarismos, podendo ou não estarem repetidos, teremos a seguinte resposta: 4x4x4x4 = 256 números

Informática: O que é WiDi?
Prof. Rodney: WiDi é a comunicação wireless desenvolvida pela Intel que permite a transmissão sem fio de áudio e vídeo – conhecido como arquivo streaming - em alta definição de notebooks para TV LCD/PLASMA/LED, que se assemelha com a tecnologia DLNA. A sigla vem de Intel Wireless Display, ou somente WiDi, e com ela é possível assistir a filmes e videoclipes de seu notebook em alta definição em uma HDTV (TV de alta definição), com tela e qualidade muito superiores ao do notebook. Devemos entender que WiDi é um recurso padrão da nova linha de processadores da Intel (Core i3, Core i5 e Core i7 – segunda geração), ou seja, para usufruir da nova tecnologia é necessário ter alguma das três CPU em seu notebook. Esses dispositivos estão disponíveis no mercado desde o último dia 17 de janeiro e podem ser encontrados em lojas brasileiras. Abs my friends!
.

Palestra ao vivo de Direitos Humanos

O Prof. Frederico Afonso Izidoro convida os interessados:
"Prezados, na próxima 5ª feira, dia 07/04, às 10h, ministrarei uma palestra ao vivo na net (http://migre.me/4b1NH) sobre "Direitos Humanos e o direito à alimentação".
O tema é extremamente atual e relevante, considerando que:
- temos mais de 1 bilhão de famintos no mundo;
- 1 em cada 6 pessoas passa fome no mundo;
- nossa Constituição há um ano e dois mes es inseriu tal direito no rol dos direitos sociais;
- o Brasil está situado na América Latina e o principal problema nela é a desigualdade de renda, que ainda é a maior do mundo;
- o Brasil é um país em desenvolvimento, ou seja, pobre, porém, riquíssimo na produção de alimentos, portanto, temos um problema grave na distribuição destes alimentos;
- segundo o IBGE (dados de 2009), pelo menos 11,2 milhões de brasileiros passavam fome ou estavam sob risco iminente de não poder comer por falta de dinheiro;
- a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) afirmou que os preços dos alimentos atingiram em dezembro de 2010, o nível mais alto desde 1990;
- a presidente Dilma Rousseff afirmou no dia de sua posse: “Não vou descansar enquanto houver brasileiros sem alimentos na mesa...”.

Espero você na 5ª feira para esse bate-papo e assunto é o que não falta! As perguntas estarão abertas, basta fazer o cadastro no portal R2 (www.r2direito.com.br).
Se por ventura o site pedir para você fazer a instalação de um aplicativo para assistir (caso não tenha no seu micro), pode instalar que é seguro.
Aproveito o ensejo e deixo aqui os seguintes links de palestras e artigos recentes:
- Direitos Humanos e a liberdade de expressão e opinião: http://migre.me/4b2Jv
- Direitos Humanos e a liberdade religiosa: http://migre.me/4b2KC"

domingo, 3 de abril de 2011

Banca Auxiliar - Prova Oral IP-09

Publicados os nomes dos professores que participarão da arguição dos candidatos na Prova Oral de Investigador de Polícia, além daqueles que compõe a Comissão do Concurso.
Coloquei entre parênteses a matéria que o(a) delegado(a) arguiu nas provas orais de 2008 (IP e EP), e claro que isso não é regra para esse concurso, e sim, tendência.
Porém, não me lembro todos os nomes de cabeça, quem lembrar de mais alguém, favor postar nos comentários, ok?

E QUE RUFEM OS TAMBORES!!!!

Comissão do Concurso
Presidente: - Eduardo Hallage,
Membros: - Celso Garcia,
- Ricardo Cardozo de Mello Tucunduva,
- Marcos Vinícius Giaretta Doria Vieira (Criminologia),
- Paulo Fernando Grunfeld Villaça Koch (Atualidades),
- Lenita Queiroz Seta Hatsushi (Português),
- Eduardo Augusto Paglione (Português),
Suplentes: - Antonio Fernandes Martins e
- Duarte Nascimento Januário Júnior (Informática).

Banca Auxiliar de Professores
ADRIANA DE ALMEIDA QUINTANILHA (Lógica)
ADRIANA SAMPAIO LIPORONI
(Direito)
ALEXANDRA COMAR DE AGOSTINI (Direito)
ÁLVARO QUEIROZ MARCHESAN (Lógica)
ANA PAULA DE BEM BITTENCOURT RIBEIRO (Atualidades)
ANTONIO CARLOS HEIB (Atualidades)
ANTONIO CESAR SILVA (Português)
ANTONIO DE CARVALHO NOGUEIRA NETO (Lógica)
BENTO DA CUNHA JUNIOR (Informática)
BERTHA FERNANDA PASCHOALIK (Criminologia)
CARLOS HENRIQUE ANTUNES TAPARELLI (Informática)
CLÁUDIA ALONSO GARMES ARMANI (Atualidades)
DENISE CRISTINA LIMA BAPTISTA (Direito)
ÉDSON LUÍS BALDAN (Criminologia)
EDISON GENOVES
(Português)
FABIANO GENOFRE (Criminologia)
FRANCISCO ALBERTO DE SOUZA CAMPOS (Atualidades)
GILSON CEZAR PEREIRA DA SILVEIRA (Português)
GLEIDSTON MENDONÇA FIQUEIREDO (Informática)
GODOFREDO BITENCOURT FILHO (Atualidades)
GUARACY MOREIRA FILHO
JAQUELINE MAKOWSKI DE OLIVEIRA BARIANI (Criminologia)
JOÃO FRANCISCO FERREIRA DIAS
JOSÉ AUGUSTO DE BAROS PUPIN
(Direito)
JOSÉ DE GODOY PEREIRA NETO (Direito)
JOSÉ VICENTE DE AZEVEDO PIRES BARRETO FONSECA
(Lógica)
LAURO DOS REIS CARDOSO (Informática)
LUCIANA DE ALMEIDA QUINTANILHA (Lógica)
LUÍS HENRIQUE FERNANDES CASARINI (Informática)
LUIZ ANTONIO SANTOS DE OLIVEIRA (Lógica)
LUIZ CARLOS UZELIN
(Direito)
MARCIA MELCHERT GIUDICE (Português)
MARIA CRISTINA MORENO QUEIROGA FRUGOLI (Criminologia)
MAURÍCIO AIDAR JÚNIOR
(Direito)
MAURÍCIO CORREALI (Atualidades)
MIRIAM PEREIRA BAPTISTA (Criminologia)
NORMA SUELI BONACCORSO (Criminologia)
PAULA CRISTINA NUNES DE BARROS SCARANCE FERNANDES (Direito)
RENATO SANSONE RODRIGUES
(Criminologia)
RICARDO AMBROSIO FAZZANI BINA (Informática)
RICARDO DE MELLO VARGAS
(Lógica)
RODNEY CHARLES MULLER MARTINS (Lógica)
RONALDO TUMA (Informática)
SILVIA GENTIL MASCARENHAS (Português)
VIRGÍNIA LUCIA CAMARGO NARDY TELLES (Atualidades)
VLAMIR DE JESUS SANDEI (Criminologia)
WLAMIR JOSÉ DOS SANTOS PRESOTTO
(Atualidades)
YURI OJEVAN PRESTO (Informática)
ZULEIKA GONZALEZ ARAÚJO
(Direito)