Total de visualizações de página

Arquivo do blog

Curso Depol

Curso Depol
Preparatório Delegado de Polícia - 50% de desconto p/ ex-alunos GOE

Prova Investigador Polícia Civil 2012/2013

LINK PARA BAIXAR A PROVA (VERSÃO 1)
GABARITO OFICIAL

Comentários de Penal - Prof. Victor Paulo
Comentários de Processo Penal - Prof. Mônica Gamboa
Comentários de Legislação - Prof. Ricardo Bina

Comentários de Português - Prof. Alex (1 recurso)
Comentários de Português - Prof. Farid
Comentários de Português - Prof. Sandra Ceraldi Carrasco
Comentários de Noções de Lógica - Prof. Ângelo

Comentários de Criminologia - Prof. Mônica Gamboa (2 recursos)
Comentários de Informática - Prof. Rodney Idankas

RECURSO Questão 27 - Direito

RECURSO Questão 46 - Direito

RECURSOS Questões 67, 70 - Lógica

RECURSOS Questões 71,74,75,79,80 - Informática

Colocaremos os comentários dos professores nesta postagem conforme cada um for nos mandando. 

Estamos vendo pelos comentários que a matéria de Noções de Lógica (grife-se noções), foi o facão da prova de Investigador. De fato! Quando a examinadora saiu da Acadepol para a Vunesp, esperava-se o padrão Vunesp de elaboração de provas, não mais o padrão Acadepol.
Eis que surge uma matéria nos mesmos moldes do que aconteceu com Informática na prova de 2008 para Investigador, ou seja, uma matéria em que só será aprovado aquele que estiver com o pé bom para chutar certo, ou seja, privilegiará a sorte e não o conhecimento do candidato. Vai passar quem acertar mais questões de lógica no "chute", na sorte...
A abordagem da prova de "noções de lógica" é voltada para lógica filosófica de Aristóteles, fora de todos os padrões de concursos, inclusive do padrão de raciocínio lógico da própria Vunesp. Foi uma abordagem extremamente aprofundada e normalmente estudada durante a graduação de faculdades voltadas para área de exatas e filosofia e cobrada em provas de Tecnologia da Informação.
Trabalhamos em sala utilizando como base mais de 30 provas da Vunesp em que foi pedida a disciplina de Raciocínio Lógico. Todas elas seguem o padrão "normal", o mesmo visto na prova de Perito Criminal realizada há pouco.
A abordagem conceitual, teórica, utilizando termos incomuns ("implicação material" ao invés de "condicional", modus ponens.) nos mostra a nítida intenção de reprovar os candidatos e não aferir conhecimento, pois o tipo de questões (e a terminologia adotada) que caiu nessa prova não é abordado em nenhum cursinho, tampouco nos livros de raciocínio lógico para concursos.
Estranho, pois o padrão Vunesp costuma apresentar questões objetivas, básicas e tranquilas, prezando a aprovação de quem acerta mais questões (vide a recente prova de escrevente do TJ). E não "fritando" o candidato, não fazendo uma prova "loteria".
Não sabemos quem elaborou as questões de "noções de lógica" dessa prova, mas que elas são completamente diferentes de todas as questões da Vunesp, elas são.

Não sei por quê, mas fiquei com uma sensação de retaliação...
Retiro a mensagem de SUCESSO aos candidatos e a substituo por BOA SORTE!!!